Banner 300 x 250
Banner 250 x 250

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Registro de antidepressivos genéricos foi restabelecido

Registro de antidepressivos genéricos foi restabelecido

É recomendável a ação porque afasta o risco de enfraquecimento da política pública dos genéricos
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) teve o seu poder restabelecido na concessão dos registros de medicamentos genéricos e similares que são baseados no princípio ativo escitalopram (antidepressivo).

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Fischer, fez com que a decisão suspendesse os efeitos da sentença da Justiça Federal do DF, em relação à qual já havia sido interferido idêntico pedido, no TRF da 1ª Região.

Com a suspensão da sentença, o ministro afirma que é recomendável a ação porque afasta o risco de enfraquecimento da política pública dos medicamentos genéricos adotada no país. Será favorável à população, principalmente à parcela com menor poder aquisitivo.

O farmacêutico-bioquímico e tutor do Portal Educação, Ronaldo de Jesus, alerta que com o adiantamento de um ano, essa possibilidade de produção de genérico do escitalopram deve reduzir os custos de tratamento dos pacientes.

“Muito embora a antecipação de patentes possa desestimular as pesquisas de novas drogas, o interesse público predominou como deve ser, apesar do consumo desse medicamento não ser expressivo”, declara.