Banner 300 x 250
Banner 250 x 250

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

20 DE JANEIRO. DIA DO FARMACÊUTICO

 PARABÉNS FARMACÊUTICOS

Todas as profissões têm sua data exclusiva de comemoração e, com os farmacêuticos, não poderia ser diferente. A primeira sugestão de criação da data comemorativa, surgiu no ano de 1941, quando o então farmacêutico Oto Serpa Grandado, que participava de uma reunião na Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), questionou a ausência de um dia especial que lembrasse o ideal abraçado por eles.

Em 1985, após reunião de diversas entidades farmacêuticas em São Paulo, elegeu-se o dia 5 de agosto para homenagear a categoria, por ser a data de nascimento do  farmacêutico Rodolpho Albino Dias da Silva, criador da primeira versão da farmacopeia brasileira.
Fonte: http://www2.far.fiocruz.br

Porém, surgiram várias propostas de datas. Então, em 1988, foi solicitado ao  Conselho Federal de Farmácia (CFF) a transferência da efeméride para o dia da fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), ocorrida em 20 de janeiro de 1916.

A partir de então, farmacêuticos renomados de várias partes do Brasil passaram a comparecer frequentemente às festas do dia 20, e que, aos poucos, foi tornando-se tradição em todo o País, além de dar origem ao Dia do Farmacêutico.


Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos) tem no seu quadro funcional, cerca de 106 profissionais de Farmácia. Também farmacêutico, o Diretor Executivo Hayne Felipe da Silva ressalta a importância da data. “Depois de muito tempo sem ter a devida importância dentre o grupo de profissões da área da saúde, o farmacêutico, hoje, é um profissional reconhecido. A multiplicidade de disciplinas que encontramos nesta área, esse conjunto de funções que o farmacêutico tem, contribui muito, seja no campo da pesquisa, da assistência ou no ensino. O papel exercido pelo farmacêutico é fundamental para a promoção, recuperação e prevenção da saúde em nosso país”, destaca.
Diretor Executivo de Farmanguinhos Hayne Felipe da Silva
O que faz um farmacêutico - O farmacêutico, entre outras ações, estuda a composição de medicamentos, cosméticos e alimentos industrializados e orienta seu processo de fabricação. Pesquisa e testa substâncias que entram na composição de remédios, cosméticos, alimentos e produtos de higiene pessoal. Registra drogas, distribui e comercializa os produtos e verifica se as normas sanitárias estão sendo cumpridas, sempre tendo em vista a segurança do usuário. Em laboratórios de análises clínicas, faz exames para diagnóstico e acompanhamento de doenças. Em farmácias, distribui medicamentos e prepara fórmulas tradicionais ou personalizadas.

Farmacêuticos famosos da história - Grandes sábios e importantes cientistas que contribuíram para a saúde da humanidade eram farmacêuticos. Conheçam alguns deles.


Marcas farmacêuticas - Estas são algumas das inúmeras curiosidades que cercam a história do universo farmacêutico. A Coca-Cola Company, presente em mais de 200 países, foi criada pelo farmacêutico americano  John Pemberton. Conhecido por manipular fórmulas medicinais, na busca pela cura da dor de cabeça, inventara uma mistura líquida de cor caramelo, que mesclada à água gasosa, era oferecida aos clientes ou vendida em copos em sua farmácia.


A conceituada SHISEIDO, companhia cosmética do Japão, foi fundada pelo farmacêutico Arinobu Fukuhara, chefe da Marinha japonesa, responsável por abrir a primeira farmácia particular em estilo ocidental do Japão.

A famosa pomada Vick-Vaporub também está na lista de produtos desenvolvidos por farmacêuticos. O americano Lunsford Richardson criou uma nova pomada à base de mentol e outras essências naturais para atender seu filho, que sofria de problemas respiratórios. O nome do produto é uma homenagem ao cunhado do farmacêutico, que era um de seus mentores, o médico Joshua Vick.

No Brasil, O Boticário começou pelas mãos do empreendedor e visionário farmacêutico Miguel Krigsner, que abriu uma pequena farmácia de manipulação em Curitiba, Paraná. Hoje, a marca atua no mercado brasileiro e internacional.
Fonte:http://www2.far.fiocruz.br